A Euterpia

Revirando o Sótão

A Euterpia
O desassossego dá no saco
O sossego deixa um vácuo
A turbulência me vicia
A calmaria até que causa empatia

Tom zé, arrigo barnabé
Como é que abre o porão?
Como é que a gente sai de lá?
Como é que faz pra voltar?

O anonimato dá bronquite
Esquizofrenia e uma bela tendinite
O ostracismo é suicida
Uns morrem de fome
Outros cantam na avenida

Tom zé, arrigo barnabé
Como é que abre o porão?
Como é que a gente sai de lá?
Como é que faz pra voltar?