Geida

Três Moços

Geida
Rei Nabucodonosor, fez uma estátua de ouro
E levantou-a no seu campo e mostrou pra todo povo
E mandou o seu arauto em voz alta assim falar
Que ao som das trombetas todos tinham que adorar
Convidado os prefeitos, magistrados, presidentes
Conselheiros e juízes, oficiais e dirigentes
Para que pudessem vê e também obedecer e a estátua adorar

Toca agora as buzinas pífaros, foles e gaitas
Todo o povo se ajoelha perante aquela estátua
Mais bem no meio do povo, de pé ficaram três moços
Que serviam ao nosso Deus, e não a imagem de ouro
Foram dizer ao rei, o rei os ameaçou
De jogarem na fornalha que seus servos preparou
Aquecida sete vezes, não tinha ninguém que vivesse, se fosse jogado lá

Mais quem é crente, não tem medo de fornalha
Nem de mar vermelho
O mar vira passarela pra passar no meio
Leão vira travesseiro pra crente dormir
Sadraque e mesaque, abdnego foram amarrados
E quando o rei mandou no fogo foi lançado
Mais não esperava ele o que estava por vir

E assim lançaram, os três jovens dentro daquele fogo
Esperou-se ouvir os gritos dos moços
Mas não foi o que aconteceu
Estavam os três, andando no meio do fogo
Conversando e caminhado com o outro
E o quarto homem estava lá

Deus não vai tirar você da fornalha
Ele vai entrar e passear com você
E todos vão vê que você tem um dono, pra te proteger
E quando eles verem o que aconteceu
E o livramento que você recebeu
Vão dizer assustados gritando bem alto, só o senhor é Deus
Só o senhor é Deus, quem manda em tudo é Deus
Quem sopra o vento é Deus, quem abre o mar é Deus
Quem livra do fogo é Deus
Só o senhor é Deus, e não tem outro Deus
O que nunca perdeu, o que sempre venceu
Seja exaltado, honrado e adorado
Só o senhor é Deus