Precisou o mundo parar pra gente voltar a se ver
Conversar sem pressa nenhuma sentindo
Que o tempo em um segundo voltou a nos pertencer

Precisou proibir de sair pra gente notar
Que é exatamente aqui que a gente devia estar
Só pra aprender que nada na rua nos é tão sagrado quanto nosso lar

Precisou pandemia, caos
Esteria pra gente se ligar que as beleza da vida
Ta na simplicidade do olhar, oração em família
Bolinho de chuva, pipoca e baralho

Leitura na rede, cachorro latindo rir e gargalhada
Precisou o calo apertar pra gente lembrar
Que o quê de fato mais importa não podemos comprar

E agora? Cadê sua pressa a sua agenda os seus compromissos
Só assim pra redescobrirmos
Conselho de pai e colo de mãe sorriso de filho
A quanto tempo a gente não vivia isso, ooh

De uma hora pra outra e tudo mudou
O sofá ta tão apertado é criança correndo
É irmão se abraçando é brinquedo espalhado
É conversa sem rumo, chove beijo sincero
O dia se vai a gente dorme e acorda no mesmo castelo

Hoje eu durmo com a minha mãe pra sentir
Esse cheiro bom so me conta uma história
Dos tempos da roça enquanto eu me aqueço no nosso edredom

Acho que Deus mandou sinal pra gente se unir
De novo Liberar perdao, abrir o coração
E a gente aprender com o final do jogo

E agora? Cadê sua pressa a sua agenda
Os seus compromissos só assim pra redescobrirmos
Conselho de pai e colo de mãe sorriso de filho
A quanto tempo a gente não vivia isso, ooh