A Tradição de Momo

Quinzinho

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
Os foliões com seu Rei de papelão
E que mais tarde virou Rei então
Com alegria e muito amor no coração
Na grande festa do Carnaval do povão

Evoé, Evoé
O que serei e o que será?
Além de versos e mulheres
O que será?
Quem bebe desse vinho
Na folia reinará

Evoé, Evoé
O que serei e o que será?
Além de versos e mulheres
O que será?
Quem bebe desse vinho
Na folia reinará

Vimos granfinos
No apogeu do seu Reinado
Abdicando da folia tão real
Mas teve alguém pra não poder o rebolado
Largou, coroa, trono e Carnaval
Passou Bahia, Abraão, Santana e outros
E dos Concursos surge o Rei tão primoroso
Com imponência o percursor
Dos 9 anos
Querido Bozo folião
Bola saudoso

Chegou a hora, vamos homenagear
Saudando os blocos da cidade
Que saudade!!
Da Zona Oeste com leveza eu vou sambar
No Carnaval do povo, rito popular

É no Delírio da folia que eu eu vou
Com a chave da cidade vou desfilar
Com a unção da bateria aqui estou
Eu sou Rei Momo nessa festa popular