Danço na Chuva

Ulisses Azevedo

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
Danço ao ritmo das gotas cor de prata
embalado pelos ventos
Pulo corda ao som de trovões
Raios riscam o céu dos meus pensamentos
Na chuva corro de braços abertos

Volto à infância, às saudades queridas
Sonhos nas nuvens de formas diversas
Lavo do rosto a tristeza e a dor
Na chuva corro de braços abertos

Vivo o momento repleto de cor
Danço na chuva de alma lavada
Bebo a alegria na taça da flor
Na chuva corro de braços abertos