Corrida da Vida

Uma Direção Só

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
Responsa bate no peito feito o respeito
Deito e penso, o clima é tenso,convenço, faço direito e vou dizendo
Já to preparado pra guerra, se enterra, não erra e não ferra
No agora que ja fez tempo e com tempo tudo se encerra pra dizer

Que não vale a pena ter a mente pequena e pensar que essa vida é só sorte
Do jeito que cerca a morte, no peito a batida forte
Entendi que se eu seguir meu coração
Eu me envolvo mais que essa rima e no rap que é minha missão

Força é o que não falta, uds nunca se exalta
Oferece o mundo em uma pauta, 3 moleques estão na batalha
Batalha pra chegar sem perceber
Não vem perguntar se eu vou parar, vou me irritar, para voce!

3 Mentes crescentes presas ao nó
Estrada, porta de ida, uma direção só (uma direção só)
Família uds eu sempre convoco
Passagem só de ida, a batida, o rap, a lírica ouvida e o foco

Foca e não adianta vir com a intenção(isso é coisa da tua invenção)
Respeito essa sua opção, respeita os manos que são
Não paga e vem da lição
Mas quantos promoverão? Me envolvo nessa questão

To ligado que já promoverão, não verão
Todos os fatos te comprometerão, não terão
O que é que faz, o que passa ali
Porque a corrida dessa vida vai te consumir

Antes, durante em instantes irrelevantes lentos momentos
Que dão nó
Não pergunte a ninguém, fale pra si só
Mas tá perdido em qual página do livro?
Que prevê a sua morte ou da parte que deixa vivo

Já não sei
O que te impulsiona,pulsa na lona
Não é dona se tá sendo sempre o mal que proporciona
Tende a piorar pelo ao contrario,melhorar é hereditário
Otario não vê que o ruim vai passar

Vem sempre que puder,quiser, que precisar
Cuidar dos outros é fácil eu quero vê se cuidar

Se ajudar,se amar,não se importar com nada da levada
Propaga da praga só que nunca te paga nada que a fada

So se for no sonho bem risonho
Mas que sonho é esse q nao vem com o sono

Basta olhar pra lista de espera risca se estressa expressa pisca
Não trisca arrisca a conversa na pressa sem essa de só
Lê e vê quando sobreviver é te levar
Mt além do seu querer e que, apesar de tudo, respeita é mais que gazeta
Dinheiro,tv treta rima feita que enfeita sua mesa

To ligado que já promoverão, não verão
Todos os fatos te comprometerão, não terão
O que é que faz, o que passa ali
Porque a corrida dessa vida vai te consumir

Não planta a semente que une um ser vagalume
Que pune os imune de união
Que se acostume com o estrume oferecido na prisão
Que te oferece a chance de errar de novo na missão

Da nova oportunidade, cidade dentro da grade
Que invade, alarde e arde
Conforme a maioridade, covarde!
Na contenção, não só missão
Que sempre são percepção que se sentiu conforme a evolução

Acelerado do lado, obstáculo nato é fato
Na corrida da vida, viva descer a descida e a decida se agradecida
Colhe algo antes construído, instruído que sigo, que vivo
Que viso, que esquivo no mal que piso

E cada dia nascia, sorria, dizia que via, vigia, que agia, fugia
Sentia na alma fria e me tinha
Poder na mão mas não usava, abusava
Levava prato do canto no pranto que entanto que os mares que espanto
Que sempre volta e faz com que eu me espanto
Que sempre volta e faz com que eu me espanto

Mas não usava, abusava
Levava prato do canto no pranto que entanto
Que sempre volta
E faz com que eu me espanto

To ligado que já promoverão, não verão
Todos os fatos te comprometerão, não terão
O que é que faz, o que passa ali
Porque a corrida dessa vida vai te consumir