Se É Quase Ainda Dá Tempo

Underground CIA

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
Vem e me diz quem nao pensa em desistir
Será que vale a pena,foda-se tudo aqui
Eu quero ir pra longe onde eu posso me encontrar
No equilíbrio absoluto difícil de retratar
O arco irís tá sem cor tá sem tinta a aquarela
Dificil viver de arte eu tento dár a vida a ela
Almas em pedaços mas coraçôes ferem
Uns querem mas nao podem,outros podem mais nao querem
Se ao nascer de um sonho gera um fim de uma ilusão
Certeza que o momento não é o tempo é o destino
Muito mais que opção um caminho a seguir
Transformo minhas magoas em humildes aplausos os poucos que recebi
Não pagaram as contas no fim foram so palmas
Não vo fazer do sonho da minha vida so um trama
Meu espírito é a musica,e a musica é minha alma
Duvida encheu toda a minha mente deixou a ideia vazia
A incerteza é certa como o nascer do dia
Se nao fosse ela talvez eu nem tentaria
Tem grande diferença entre o que vou fazer o que faço e fazia
A sintonia nunca vai tá perdida
Acões viram palavras, no rap palavras viram atitudes na vida
Eternizo momentos em versos e energia
Aqui é o underground te fazendo companhia
Tudo tem um preço todos pagam o seu
Quando se acha o esperto a ponto de enganar a vida
Fugiu,deveu inverteu todo o jogo,fugiu deveu a vida ela vai cobrar em dobro
Paro pra compor,de compor não vou parar,controlo o problema pra ele não me controlar
Eu vi naquele olhar perdido ao extremo a imensa solidão num coração tão pequeno
De quem quer ser tudo no mundo exceto ele mesmo o ponteiro gira,cada minuto corre
Esperança é a ultima a morrer...mas morre
Depois que entende isso é bom cê saber jogar
A primeira chance vai se transformar na ultima
Se cê disperdicar contra a correntesa,se tiver contra o vento
Quase tudo tá perdido,se é quase ainda dá tempo.

Quem pelas noites se perde por dias não ira se encontrar
Quem não sabe o que procura,busca o que não se pode achar
Entre a incerteza do talvez e a desilusão do quase alcançar
De que poderia ter sido e nao foi porque não soube perder pra ganhar
Canto a vida pra esqueçer,esqueço a vida pra cantar
Não paro o tempo pra escrever,escrevo pelos tempos sem parar
Levo o rap aonde for,vou onde o rap me levar
Transformando em informação em soluçao pra informar
Por que sepá a vida é dada e os irmão vem pra acatar
A vida dá a oportunidade que ela mesmo vem pra tirar
Isso apenas amplia o vazio que cada mc traz em todo olhar
Sei que nada vai mudar aqui,se tudo ai não mudar
Sou mais um corpo no mundo,ou o mundo num corpo a vagar
Pense em tudo que vai fazer,não faça nada sem pensar
Quem conquista pra perder perdi por não saber jogar
Na vida mudo os meus problemas,nao deixo os problemas me mudar
Tento impedir meus erros ou eles me impedem de tentar
Aprisiono o meu sofrimento pra ele não me aprisionar
Na liberdade de escolha eu escolhi me libertar
Quando a alma do inimigo rir o coração do guerreiro nao pode chorar
Sentir sem incompreender e se não escreve sem pensar
Sei que uns sonham pra viver,outros vivem pra sonhar
Ou você acorda pra vida,ou a vida que vem pra te acordar
Se não conheçia nosso rap se ainda vai ouvir falar
Eu conquisto pra vencer venço pra te conquistar
Vim aqui so pra te ver sem te ver nao vou voltar
Me perdi pra me encontrar no brilho do teu olhar
Descobri que o pior cego é aquele que não quer enchergar
Que se o rap nao existisse o underground ia criar
Ser pobre no brasil não é crime mas se a ajuda chega lá
Pode até usar do sistema mas não deixa ele te usar
Pode não ser o ano do rap mas fiz o rap do ano virar
O vento que venta aqui tambem pode ventar lá
O tempo que agente não mata simplismente deixar passar
Quem não morreu ainda vivi quem se foi nao vai voltar
Quando vale a liberdade irmão o crime quer pagar
Dinheiro compra sua mansão mas não compra paz no lar
Pode comprar o seu rolex mas não faz o tempo parar
Financia os melhores colegios mas não a vontade de estudar
Pode pagar os melhores medicos mas não uma saúde pra recomeçar
Pode compra sua sepultura mas não um céu pra descançar
Paga a conta da sua puta mas não o amor que a familia te dá
Compra o carro a tua roupa teu apê de vista pro mar
Jesus caminhou descalso e você preocupado com o que vai calçar
Sei que ainda no meu caminho entre pedras e espinhos nao vou fraquejar
Mesmo que sobre as aguas eu não possa caminhar
O senhor diante de mim vai fazer se abrir o mar
A lágrima é de sangue nos pavilhões do esqueçimento
Quase tudo tá perdido se é quase ainda dá tempo .