Brisa Loka

UsMaiLokeuJavi

  • Aumentar Fonte
  • Diminuir Fonte
Êh, brisa loka
Olha que brisa que dá
Mais fácil é não resistir
Deixando o tempo levar
E teu destino consumir
Batendo forte por dentro e se tornando uma canção

Pisando nas pedras, descalço
A noite o barulho do vento parece assovio
Calor que de dia esquenta o chão
Poderoso que desviou todo o frio
Possibilitando a vontade do meu pensamento
Eu até fiquei nesse chão
Olhei lá pro céu vi várias estrelas
Desde o imaginário, vi até plutão

O brilho da lua batia nas nuvens
Reflexo louco, via várias cenas
Uma atrás da outra, eu imaginava
Chegava encostar, igual 3d de cinema
Na vida real eu prestava atenção
Brisa diferente, melhor que o mundão
Tipo era real, muito real, tipo de mentira
Até ficção, tipo eu cheio das ficção
As vezes eu tô bem, as vezes eu não tô
Mas se perguntar digo que tô bem
Só pra dar um salve no meio dessa dor
Precisou eu tô aqui, tipo aquelas minha amizade é tudo pra mim
Tem brisa melhor do que brisar nas pessoas que gosta de mim?

Faltou a loirinha, uma maria
Pra eu esquecer as tretas que eu tinha
Do jeito que eu tô, travei na areia até o sol nascer
Assim conseguindo as meta lançada
Meus trampo, vou ter que trampar 100%

Olha minha brisa, caderno e caneta
O siri tá passando e eu escrevendo os momentos

Olha que brisa que dá
Mais fácil é não resistir
Deixando o tempo levar
E teu destino consumir
Batendo forte por dentro e se tornando uma canção
Êh, brisa loka!

Olhares da chuva no meio da rua
Frio na madruga sem nada a dizer
Imprevisível ao extremo até mesmo jeito de ser
Olhar que penetra e faz de tudo
A minha volta não existir
Me leva pro fim do mundo
Sem mesmo do chão sair
Conheço o teu universo, suas várias constelações
As estrelas, cristais de mesa não passam de imitações
É bobagem medir o tempo
Ele sempre me lembra o fim
Fazendo o infinito existir dentro de mim
Olha a maré que sobe de noite e desce de dia
Olha que brisa, o som das onda na mente durante o dia
Te leva e traz, eu viajo só de pensar
Imagina, você vai, você vem, entra na minha sintonia
Que adrenalina nós pular de asa delta, sem asa delta
Voando com a força da imaginação
Imagina a situação quando nós pisa no chão
Olha que brisa que dá, nem dá pra resistir, né não?

Olha que brisa que dá
Mais fácil é não resistir
Deixando o tempo levar
E teu destino consumir
Batendo forte por dentro e se tornando uma canção
Êh, brisa loka!