Xico Esvael

Menino Moleque

Xico Esvael
Menino moleque, mistérios no ollhar
Sua vida está por um triz.
A magia da infância perdeu seu lugar
Para o adulto-criança que busca encontrar
A paz pra viver, a paz pra sonhar,
A paz pra sorrir e amar.

Menino moleque, lutar é lazer
Brincar é pra sobreviver.
Pega-pega, esconde do adulto mordaz,
Que o despreza, persegue, lhe rouba a paz.
De viver, de sonhar,
de sorrir, de amar.

Menino moleque, tens um similar
Que hoje nasceu em Belém.
Veio pobre sem ter bom lugar pra dormir
Perseguido morreu para o povo remir
E mostrar que pra ter a justiça e a paz
É preciso, unidos, lutar.